05/07/2023 às 14:17 Fotógrafos e Suas Histórias

Vivian Maier: a babá que escondeu um tesouro fotográfico

10
2min de leitura

Você já imaginou descobrir que uma pessoa comum, que você conheceu no seu dia a dia, era na verdade uma artista genial, mas que nunca revelou seu talento ao mundo? Essa é a história de Vivian Maier, uma fotógrafa norte-americana que passou a maior parte da sua vida trabalhando como babá em Chicago, enquanto registrava cenas incríveis das ruas, das pessoas e de si mesma com sua câmera Rolleiflex.

Vivian nasceu em Nova Iorque, em 1926, filha de pais imigrantes da França e da Áustria. Ela passou parte da sua infância na França, onde desenvolveu um gosto pela cultura e pela arte. De volta aos Estados Unidos, ela se mudou para Chicago em 1956 e começou a trabalhar como babá para diversas famílias. Ela era descrita como uma mulher discreta, independente e excêntrica, que gostava de viajar pelo mundo e colecionar jornais, livros e objetos variados.

Mas o que ninguém sabia é que Vivian tinha uma paixão secreta pela fotografia. Ela tirava fotos de tudo o que via: as fachadas dos prédios, os transeuntes nas calçadas, as crianças nos parques, os protestos nas ruas, os animais nos zoológicos e até mesmo os seus próprios autorretratos. Ela capturava com sensibilidade e criatividade as cenas cotidianas da vida urbana, em preto e branco ou em cores vibrantes.

Vivian nunca mostrou suas fotos para ninguém, nem mesmo para as famílias que a empregavam. Ela guardava seus negativos e rolos de filme em caixas e malas, que se acumulavam no seu quarto ou em depósitos alugados. Ela tirou mais de 150 mil fotos ao longo da sua vida, mas muitas delas nunca foram reveladas ou impressas.

O seu trabalho só foi descoberto por acaso, em 2007, quando um colecionador de Chicago chamado John Maloof comprou um lote de negativos em um leilão por 400 dólares. Ele ficou impressionado com a qualidade das imagens e começou a pesquisar sobre a autora. Ele descobriu que Vivian havia morrido em 2009, aos 83 anos, após sofrer um acidente e ficar internada em um asilo. Ela não tinha parentes próximos nem amigos íntimos.

Maloof decidiu divulgar o seu trabalho na internet, onde as fotos causaram uma sensação. Logo, Vivian Maier foi reconhecida como uma das maiores fotógrafas do século XX, comparada a nomes como Henri Cartier-Bresson e Robert Frank. As suas fotos foram expostas em várias galerias pelo mundo e viraram livros e documentários, como o premiado Finding Vivian Maier (2013).

Vivian Maier é um exemplo de como a arte pode estar escondida nos lugares mais improváveis e de como o talento pode ser revelado mesmo depois da morte. Ela nos deixou um legado de beleza, originalidade e mistério, que continua a encantar e intrigar os amantes da fotografia.

Se você quiser saber mais sobre Vivian Maier e ver algumas das suas fotos incríveis, visite o site oficial dela: https://www.vivianmaier.com

05 Jul 2023

Vivian Maier: a babá que escondeu um tesouro fotográfico

Comentar
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL

Tags

fotografia de rua p&b preto e branco Street photography vivian maier

Quem viu também curtiu

24 de Jul de 2023

Diana Markosian - A Magia do Instante Capturado pela Lente

24 de Jul de 2023

Bruno Barbey: Um fotógrafo que capturou o mundo

24 de Jul de 2023

Desvendando a Magia Fotográfica de Abbas Attar

Olá, em que podemos ajudar? Sinta-se a vontade em me chamar no Whats.
Logo do Whatsapp